Início » O que é biohacking? 5 técnicas para mudar de vida.
Homem com as mãos na testa para ilustrar o que é biohacking.

O que é biohacking? 5 técnicas para mudar de vida.

Sinto dizer: biohacking é apenas mais um termo “marketeiro”. Pelo lado bom e importante, trata de um conjunto de técnicas que podem mudar vidas, de dentro para fora, ensinando como otimizar a performance do nosso organismo para alcançar resultados cada vez melhores. Afinal, o que é biohacking e como isso pode interferir na sua vida?

Em qualquer área, nossos resultados serão melhores se estivermos motivados e preparados. Por isso, para se trabalhar com marketing e vendas é importante que nosso corpo e mente estejam nas melhores condições possíveis, e é por isso que preparamos este artigo: em busca dos melhores resultados.

O que é biohacking: saúde e performance.

Para entendermos o que é biohacking, é preciso que entendamos que se trata de um conceito amplo: qualquer forma de melhorar a saúde buscando melhor resposta cognitiva e resultados de produtividade através de tecnologia, nutrição ou exercícios físicos.

O termo ganhou popularidade nos últimos anos com a busca pela longevidade e saúde conforme nossa idade cronológica passa – o segredo é manter o corpo e mente saudáveis como em nossa adolescência. Tratam-se de técnicas capazes de otimizar o funcionamento do nosso organismo, hackeando a biologia humana.

O conjunto de atividades para conseguirmos estes resultados não é novo, mas a forma de enxergar tudo isso sob uma nova óptica faz com que o tema ganhe força e importância.

Biohack 1: Banho de contraste

Nosso cérebro conta com um sistema único, capaz de protegê-lo de certas toxinas e outras substâncias prejudiciais ao tecido cerebral: a barreira hematoencefálica.

Uma das formas de garantir que este sistema guardião esteja atuando em sua capacidade máxima, é fazer o banho de contraste. A mudança de temperatura ajuda a manter a integridade da barreira e manter seu cérebro funcionando em capacidade máxima.

Tudo o que você precisa fazer é: 20 segundos de água fria e 10 segundos de água quente, 10 vezes consecutivas pela manhã.

Biohack 2: Docosahexaenoic acid (DHA)

O nome parece complicado, mas esse nutriente é facilmente encontrado no óleo de peixe. O DHA é uma fração presente nos Ômegas 3, com alto potencial anti-inflamatório.

O consumo de DHA em níveis ideais tem impacto direto na melhora da função cognitiva, isto é, do cérebro.

Biohack 3: Treonato de Magnésio

O treonato de magnésio é uma molécula que combina o mineral magnésio e o aminoácido treonina. Este nutriente é também capaz de otimizar a função cognitiva, tendo impacto na rapidez de pensamento, aumento do foco, melhora no aprendizado e otimização da memória.

Biohack 4: Tirosina

A tirosina é um aminoácido que serve como fonte para nosso cérebro produzir dois neurotransmissores: a dopamina e a adrenalina.

A dopamina é responsável principalmente por melhorar nosso humor em motivação. Já a adrenalina, trabalha otimizando o foco e energia nas atividades diárias.

Biohack 5: Meditação

Independente da sua crença, a meditação é uma excelente forma de combater o stress e entrar em contato com seu eu-interior, desenvolvendo sua percepção e otimizando sua mente.

Por Lucas Riccieri

Trabalho com marketing há mais de 10 anos focado no desenvolvimento de marcas. Instagram|LinkedIn